BELEZA

O TRATAMENTO ANTIRRUGAS DE R$ 177 COMPROVADO PELA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDO DE GRAÇA!

Meninas, notícia  urgente!

Quem acompanha o blog Atmosfera Feminina sabe o quanto eu busco por soluções naturais e comprovadas pela ciência para amenizar a flacidez e as ruguinhas do rosto.

E hoje, eu acredito ter encontrado um produto que vai deixar você maravilhada… e o melhor: nessa semana você pode receber ele na sua casa de graça!

Esse produto tem na sua fórmula uma composição especial que foi comprovada cientificamente pela Universidade de São Paulo ser eficaz no combate às rugas.

Esse estudo da USP, chamado Oral Intake of Specific Bioactive Collagen Peptides Reduces Skin Wrinkles and Increases Dermal Matrix Synthesis, mostrou que ao consumir cerca de 2g de um tipo específico de proteína ajuda a reduzir as ruguinhas do rosto, e também a flacidez.

Essa proteína, chamada de colágeno VERISOL® (já vou explicar mais sobre ele), está contida nesse produto que quero apresentar para vocês, o Bellecaps.

Eu estou com ele aqui na minha frente, vou tirar uma foto para vocês verem:

Bellecaps, produto com comprovação científica que está sendo distribuído de graça.

Normalmente, o Bellecaps é vendido por R$ 177 reais, um preço extremamente caro!

De fato, quem for no site oficial, vai ver essa foto aqui:

Bellecaps, normalmente vendido por R$ 177,00, está sendo distribuído nessa semana por R$ 0,00.

Porém, como é aniversário da empresa que comercializa o produto, eles resolveram cobrar apenas o valor do frete, e enviar o produto de graça para as primeiras 100 sortudas que fizerem o pedido.

Ou seja: se você quiser, você pode solicitar uma amostra grátis do Bellecaps e receber o produto aí mesmo na sua casa.

Basta pagar o frete no valor de R$ 35,00 para receber o produto sem custo algum, pois a empresa te dá ele de graça.

Eu estou no dia 5 do tratamento, e já sinto uma diferença na minha pele, sinto ela mais durinha. Os resultados não são de cair o queixo, mas isso porque se passaram apenas 5 dias!

O estudo da USP, por outro lado, recomenda uso do nutriente por 8 semanas.

E bom, já que a amostra grátis está funcionando para mim, acredito que vou comprar o produto inteiro… para fazer o tratamento completo

Mas olha, são apenas 100 amostras disponíveis, então se você quiser reservar a sua antes que acabe, basta CLICAR AQUI PARA SOLICITAR SUA AMOSTRA.

Entenda como aconteceu o estudo da USP

Neste estudo, pesquisadores da Universidade de São Paulo reuniram 114 voluntárias, com idades de 45 até 65 anos.

Eles dividiram elas em dois grupos de 57 pessoas. Um grupo recebeu cerca de 2g de um placebo, ou seja, uma cápsula contendo açúcar.

Já as mulheres sortudas do outro grupo receberam a mesma dose dessa proteína VERISOL®, que é a proteína contida na amostra grátis do Bellecaps.

Então, eles começaram a medir os efeitos na elasticidade da pele e na quantidade de rugas.

Após apenas 4 semanas, o grupo consumindo placebo não sofreu nenhuma alteração na qualidade da pele.

Já o grupo que consumiu a proteína teve um aumento de 65% na quantidade de colágeno tipo 1 e 18% na elastina, nutrientes responsáveis por manter a pele firme e elástica.

Participantes desse grupo também afirmaram sentir a pele mais firme e elástica, e uma delas até mesmo teve 49,9% de redução no volume do pé de galinha.

Maravilhoso, não é mesmo?

Claro, os resultados variaram de pessoa para pessoa, porém o estudo concluiu que o consumo da proteína, a mesma contida no Bellecaps, ajuda sim no combate à flacidez.

Como essa proteína funciona?

Após ver o estudo, eu resolvi pesquisar ainda mais para entender como essa proteína funciona, se ela é natural, se tem algum efeito colateral, etc.

Basicamente, a proteína funciona na renovação do colágeno da nossa pele.

Se você não sabe o que é o colágeno, você pode pensar que ele é os “tijolos” que seguram a nossa pele.

Porém, o problema é que conforme os anos vão passando, mais e mais perdemos esses “tijolos” que seguram nossa pele.

Só para se ter uma ideia, aos 30 anos nós produzimos 1,5% a menos de colágeno a cada ano que passa.

Ao chegar nos 50 anos, produzimos apenas 35% dessa proteína que nosso corpo precisa, ou seja, uma deficiência de 65% no total!

E aí, como não temos mais os “tijolos” que seguram a nossa pele… ela não tem escolha senão cair.

E surge, então, a flacidez!

Por causa  disso, muita gente busca métodos de repor essa proteína no corpo.

Algo bastante comum no momento é consumir colágeno em cápsulas ou em pó.

O problema é que a grande maioria dos colágenos não são absorvidos pelo nosso corpo.

Quando eles chegam no estômago, o corpo acredita que ele é mais uma proteína qualquer… e então,  o colágeno é digerido normalmente.

Porém, o que os pesquisadores da USP descobriram é que um tipo específico de colágeno é diferente dos outros, e auxilia sim na renovação da pele.

Esse tipo é chamado de VERISOL®, e é justamente o principal ativo da fórmula do Bellecaps!

Então, se você já tentou colágeno no passado sem ter sucesso, dar uma chance ao Bellecaps pode ser uma ótima opção, devido à sua composição diferente.

E além disso, os fabricantes do Bellecaps confiam tanto na eficácia do seu produto que eles resolveram distribuir amostras grátis para quem quiser começar o tratamento.

Com essa amostra já é possível sentir alguns efeitos. E aí, para quem quiser continuar o tratamento, basta ir ao site oficial e realizar o pedido.

Porém, devido à alta demanda, a empresa foi obrigada a cobrar o frete pelo produto, pois há muita gente pedindo!

Eu achei o custo do frete, no valor de R$ 35,00, um pouco “caro”.

Mas como o produto chega extremamente rápido, e os efeitos são maravilhosos, para mim, está valendo muito a pena!

E sinceramente… voltar a ter uma pele durinha, olha, é algo que para mim não tem preço!

Um beijo,

Estela.

CLIQUE AQUI PARA SOLICIAR AMOSTRA GRÁTIS DO BELLECAPS

REFERÊNCIAS CIENTÍFICAS:

Estudo da USP na íntegra:

1 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24401291

Benefícios colágeno:

1 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26362110

2 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23949208

3 – https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24401291

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *